Do que nunca tive

das coisas que nunca tive
amor
paixão
compreensão
entender
sentir
tudo isso que desejei
foram as coisas que
me fizeram
e não as tive

amei e esqueci
me apaixonei
e perdi
compreendi
mas não aceitei
entendi
mas não acreditei
eu senti
mas reneguei
até rezei
mas não cri

e perambulei nos mundos
criados dentro de minha cabeça
salguei a terra sem olhar para trás
e cansei meu corpo
e cansei meu olhar
dentro de mundos que nunca
existiram e que me azedaram
para sua suposta realidade

tentei me adaptar ao que poderia
ser uma ideia de mundo
e não consegui
e levei dentro de mim
um mundo que não nasceu

cresci achando que teria que ser algo
que deveria ser algo importante
e fui cobrado por isso
mas não fui nada
não sou nada
não pude ser o que me pediram
e agora escrevo
porque nada mais consigo fazer

escrevo sobre a guerra interior
as coisas que nunca tive
porque não as sei
não as conheço
e se acho que conheço
a certeza nunca virá
porque escrever sobre
o que nunca se teve é de
fato a certeza
do que não sabemos

Horácio Pontes

 

Anúncios

4 comentários sobre “Do que nunca tive

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s