Constatação

a vida das pessoas
que se integram pouco
com seus reais sentimentos

será que o espírito é
realmente livre nessas horas?

a música aquém do instrumento
a razão aquém do ser
o impulso
a manifestação

e o resultado óbvio:
o arremate da vida

a luz que sobrevive
ao apagamento
sua imortalidade mortal

o belo que se perde
e pelo qual nos
apaixonamos

o que mais amamos

Horácio Pontes

Anúncios

História

a resposta que jamais teremos
a vontade de morrer nas coisas
a urgência indescritível de
tentar viver

coisas
pessoas
vidas
histórias

e ouvimos dentro da gente
coisas que a boca não dizem
por medo
por já saber o que se ouvirá

coisas
pessoas
vidas
abismos

e quando ouvimos a música
é o sinal de querer silêncio
da resposta que jamais teremos
a urgência indescritível do
tentar entender
e dizer

coisas
pessoas
vidas
acontecimentos

as coisas
as pessoas
as vidas
as histórias
e os abismos

tudo isso nos ensina
como morrer a cada dia

as histórias de contar
as marcas costuradas
no peito

Horácio Pontes

 

Poema sem nome [31]

no meio das pessoas
desse monte de galerias
de rostos
o coração desespera
a desesperança ganha corpo
mergulhado no entrevir dos dias

transpiro solidão
drogo-me com preces
levito ao dizer seu nome

a loucura abre o encantamento
faz derradeiro o entardecer
choramos trapos

o limiar do delírio não
tem graça pra mim

[jogo-me]

Horácio Pontes